Vacina contra a dengue será redistribuída para cidades que decretaram emergência

dengue

Vacinas contra a dengue não utilizadas vão ser redistribuídas.

É o que anunciou o Ministério da Saúde.

De acordo com a pasta, imunizantes não usados pelos municípios selecionados na fase inicial de vacinação irão para outras cidades.

A ministra Nísia Trindade disse que a definição dos locais vai se basear na necessidade entre as regiões que decretaram emergência de saúde para a dengue.

Ela afirmou, ainda, que a pasta vai liberar 300 milhões de reais para estados e municípios adquirirem remédios usados no tratamento da doença.

Até agora, só este ano, há mais de um milhão e 900 mil casos prováveis de dengue no Brasil. Além disso, 630 mortes confirmadas e mais de mil em investigação.

O Ministério começou a distribuir a vacina Qdenga no mês passado.

A imunização é restrita a jovens de 10 a 14 anos de 521 cidades, em 16 estados e no Distrito Federal.

Mas, como aumentou o número de casos, municípios não contemplados passaram a reivindicar o imunizante.

Compartilhe

Outras publicações

0%